27.7.05

Krubera - acidentado chegou à superfície















Foto: www.cavex.com

O acidente na actual expedição à Krubera, deveu-se à falta do nó no fim da corda...

O espeleólogo russo que caiu cerca de 7-10m, fracturando as duas pernas, já foi trazido para a superfície. Encontra-se em 'condições normais'. Aguardam o helicóptero que está com problemas devido ao mau tempo.

A expedição continua...

In http://selas-voronya.blogspot.com/

9 comments:

Pedrinho said...

Coitadinho do menino…se tivesse ficado em casa a jogar PS2 em vez de andar feito parvo nos buracos nada disso tinha acontecido. Ainda me tem de explicar qual é a piada de ir para um buraco partir as pernas!? Que estupidez!!

Anonymous said...

Mais estupido é haver 1 acidente por não ter nó na ponta !?!?!?!?!

É incrivel ainda haver espeleólogos que se esqueçam de tal.
Ainda por cima parte-se do principio que quem anda na exploração da Krubera não seja tótó nenhum assim penso que não se admite erros destes.

SM

Anonymous said...

Es curioso que le mismo día en otro lugar, en concreto en La Torca del Cerro (Picos de Europa- España) se produjo un grave accidente a un espeleólogo húngaro.
Como consecuencia de la caída desde 86 m, falleció en el acto. El rescate del cadáver se produjo tres días más tarde del accidente.
El accidente se produjo a -380 m de profundidad. Las causas del accidente no están del todo claras, pero parecer ser que cayó al ser arrastrado por un gran petate que portaba.

Anonymous said...

Respecto al accidente en la Torca del Cerro, si deseais más información la puedo enviar.
http://www.estrelladigital.es/articulo.asp?sec=esp&fech=25/07/2005&name=cueva
http://www.lavozdeasturias.com/noticias/noticia.asp?pkid=215754
http://www.lne.es/secciones/noticia.jsp?pIdNoticia=312659&pIdSeccion=40&pNumEjemplar=980

Anonymous said...

Antes andar feito parvo nos buracos do que andar a fazer de parvo na net. Sempre se tem um pouco mais de privacidade, pelo menos enquanto não se é vítima do sensacionalismo noticioso ou de bocas de chico-espertos. No entanto, gostos não se discutem e cada um faz as figuras que quer ou pode.É caso para dizer: quando a cabeça não tem juízo o corpo é que paga... Infelizmente há os que têm azar e os que vão tendo sorte. São os ossos do ofício.

profundezas said...

Senhores: Respeito! Podia ter sido um de nós!

Anonymous said...

E pelos vistos perfeitamente evitável...

Anonymous said...

A situação é lamentável e, pelos vistos, perfeitamente evitável.

Roberto Iza Valdes said...

Blog agréable.

Je devrai revenir plus tard.